Conheça nosso Grupo De Estudos!



Chips da Intel ajudarão na criação de conteúdo de realidade virtual




A Intel considera a realidade virtual um vetor de crescimento a medida que a companhia se remodela para sobreviver em um mundo pós-PCs. Nessa transição, os novos chips da linha Extreme Edition Core i7 terão um papel fundamental.

Os novos chips usam a arquitetura Broadwell-E, são velozes e possuem até 10 núcleos, o que indica um novo salto para os chips da gigante da fabricante. Com foco inicial em PCs de alta performance para games, os chips também estarão em desktops certificados para trabalhar com óculos de realidade virtual como o Oculus Rift e o HTC Vive.

A série de chips Core i7-6900 e 6800 têm como foco entusiastas que buscam as últimas tecnologias em PCs. Esses chips contêm recursos específicos para overclock e unlock, que podem instantaneamente atualizar a performance do PC ao acionar a frequência da CPU.

PCs típicos para realidade virtual exigem computadores top de linha com performance para games com as CPUs mais rápidas e cartões gráficos. Se eles tiverem lags, os óculos de realidade virtual podem causar náusea.

Em um universo onde a realidade virtual tem sido aplicada desde em games, educação a soluções médicas e de engenharia, PCs com tais chips ajudarão na criação de conteúdo de realidade virtual. Isso poderia, por exemplo, ensinar técnicas cirúrgicas a estudantes em escolas virtuais de medicina.

Segundo a Intel, os chips são mais rápidos que seus antecessores na criação de conteúdo. Eles são até 35% mais rápidos em renderização de gráficos 3D e até 25% mais rápidos em edição de vídeos 4K ao usarem o Adobe Premier Pro CC e 25% mais rápidos na criação de vídeos 360º usando o Kolor Autopano Video Pro.

Turbo Boost Max 3.0

Outro impulsionador de desempenho chave da Intel é a nova tecnologia Turbo Boost Max 3.0, que oferece mais potência quando exigida. A tecnologia é 15% mais rápida que as anteriores da série Turbo Boost, que também ajudam chips a usarem energia de forma mais discreta. O Turbo Boost Max 3.0 pode ser lançado ao longo do tempo com os chips PC da Intel.

Na maioria dos casos, a linha de CPUs Extreme Edition será emparelhada com GPUs da Nvidia e AMD, que também contam com estratégias agressivas em realidade virtual.

Os computadores com novos chips terão memória DDR4 e portas Thunderbolt 3, que fornecem conectividade expandida para cartões gráficos externos, armazenamento, telas e outros periféricos. Os chips da Extreme Edition suportam o PCI-Express 3.0 para cartões gráficos internos ou armazenamento.

O chip mais rápido da nova família é o Core i7-6950X com dez núcleos, que será vendido a US$ 1.723. Ele conta com velocidade base de 3GHz, que pode atingir 3.5GHz. Ele também oferece 25MB de cache.

Já por US$ 1.089, entusiastas conseguem o Core i7-6900K de oito núcleos, que possui velocidade de base de 3.2GHz, que pode ser aumentado para 3.7GHz. Ele possui 20 MB de cache.
Os outros chips incluem o Core i7-6850K de seis núcleos que será vendido a US$ 617 e o Core i7-6800K por US$ 434. Este possui velocidade de base de 3.6GHz até 3.8GHz. Os chips contam com 15MB de cache.

Fonte: PCWorld