Conheça nosso Grupo De Estudos!



Google revela primeiros detalhes de seu computador quântico


Um grupo de pesquisadores da empresa Google e da Universidade do País Basco, na Espanha, revelaram os primeiros detalhes de uma nova abordagem para construir um computador quântico.
A tática da equipe consiste em unir as duas principais tendências da computação quântica atual, uma vez que ninguém ainda sabe ao certo qual é a melhor abordagem para construir um computador quântico.


A primeira abordagem, que é a técnica padrão, ou clássica, e que a equipe chama de "computação quântica digital", consiste em usar qubits que são interligados para formar circuitos chamados portas lógicas quânticas, de forma muito similar às portas lógicas eletrônicas dos computadores atuais. Cada porta lógica realiza um tipo específico de operação, de modo que elas devem ser programadas de antemão, usando algoritmos que são específicos para cada problema.
A segunda abordagem, que a equipe chama de "computação quântica analógica", usa qubits supercondutores, que não interagem uns com os outros, mas partem de um estado fundamental para gerar uma dinâmica contínua capaz de obter a solução ótima para problemas genéricos. Essa técnica é chamada de "recozimento quântico" e dá origem a processadores quânticos conhecidos como adiabáticos - essa é a tecnologia usada pela empresa D-Wave, que lançou o primeiro computador quântico no mercado.
Cada uma dessas técnicas tem vantagens e desvantagens. O que a equipe fez foi unir as duas, tentando aproveitar as vantagens de cada uma.