Conheça nosso Grupo De Estudos!



"Google e Facebook fazem parte do negócio de 'ser uma agência de espionagem' da NSA.



Baseando suas denúncias em documentos publicados no seu último livro, "Quando o Google encontrou o WikiLeaks", Assange ressaltou que a empresa – juntamente com o Facebook – tem se adequado ao modelo de espionagem proposto pela NSA. 

"Google e Facebook fazem parte do negócio de 'ser uma agência de espionagem' da NSA. Eles reúnem todas as informações que podem, com o maior número de pessoas no mundo todo e colocam em enormes bancos de dados. É como se eles pescassem os peixes", denunciou.

A grande crítica feita ao Google, segundo Assange, é de que a empresa, com seus seis bilhões de visitas diárias, tem uma capacidade de condicionamento do usuário jamais vista. "Eles montam uma relação de todos os interesses das pessoas para torná-las mais previsíveis e vender esses perfis para os anunciantes. Esse é o negócio. É algo que nunca foi visto".

Crescimento dos veículos independentes

Usando o conceito "politização da internet", Assange define o momento em que a sociedade e a internet se fundiram como a transição mais importante dos últimos cinco anos.

Para ele, a era digital tem contribuído com o maior número de informações disponíveis, além de dar maior poder ao cidadão comum. Esta pode ser uma forma, de acordo com o jornalista, de revitalizar a mídia independente.

"É um bom momento para ser uma mídia independente. O momento é extremamente vibrante. Há muitas oportunidades e desafios", comentou.

Seu livro pode ser baixado gratuitamente aqui:http://www.wikileaks-forum.com/-wikileaks-related-news/23/full-free-edition-julian-assange-when-google-met-wikileaks/32267/