Conheça nosso Grupo De Estudos!



Crítica aos valores e marketing

                                      

                                              Produtos





    Sendo necessário a nossa vida, produto é todo aquele resultado de trabalho seja intelectual, manual ou mecânico. Estamos sempre produzindo produtos que fazem nosso dia a dia continuar e também adquirimos produtos de outros trabalhos não nossos de modo que nos agreguem valor seja contribuindo com um trabalho próprio ou evitando qualquer outro, em palavras simples: produzimos produtos que fazem a manutenção de nossa existência e também adquirimos de outros, produtos que nos ajudam com isso.


                                           Comércio




    O comércio nasceu com a troca de objetos entre os interessados, oferecia um objeto e requisitava outro e assim nasceu o comércio. Hoje em dia continua o mesmo porém em sua maioria não se troca produto por produto material, mas sim entrega-se dinheiro (unidade monetária) e recebe o produto que se deseja.
    A unidade monetária com o tempo passou ser o deus do novo mundo, pois diferente do método antigo, se você tem todo o dinheiro (um único objeto, mas em grande número) poderá adquirir qualquer coisa e a manutenção de sua vida ficará bem mais fácil dado ao fato que o dinheiro compra todos os outros objetos diferente de antes.
Isso facilitou a vida de todos, melhorou a administração de economia, mas gerou grandes males também como o egoísmo, ganância e preconceitos.

   Com o tempo foi se desenvolvendo marketing que era uma técnica para chamar atenção da população para comprar determinado produto. Enquanto no início era ignorada, hoje marketing atua em todas as áreas e há sempre estudo por parte da psicologia para entender o funcionamento do humano de modo a poder induzir a uma compra, daí nasceu diversas dificuldades para o cidadão simples que era sempre atacado por induções psicológicas de todo lado instigando-o a comprar mesmo sem necessidade. Até mesmo crianças são atacadas nesse meio e forçam seus pais a comprar objetos que são no dia seguinte largados em algum canto.

    Hoje claramente se ve outra técnica: obsolência programada. Esta consiste em desenvolver um produto com data de validade bem inferior a real, isto é, programado para entrar em obsolência cedo, de modo que forcem o cidadão a comprar mais. Outra vertente dessa técnica é com a psicologia que apesar não ter nada em obsolência no produto, a estratégia psicológica induz a comprar a versão mais nova de determinado produto mesmo que desnecessário.

                     Quando o comércio passou do limite



    Até aqui vimos estratégias sujas porém o que está por vir é pior: Produtos de saúde.
    Quando há todo aquele marketing e até a obsolência programada em ação num smartphone, ainda é só estratégia suja, mas quando isso é aplicado a produtos de saúde passa do limite aceitável!
    Produtos de saúde como remédios e equipamentos para a manutenção da saúde são alvos da ganância sempre.
    Um humano que precisa de um tratamento para sua doença emergencialmente, pois sem ela, o poderá vim a morrer, a primeira coisa a ser feita deveria ser tratar, mas não é o que acontece, eles ficam sem o remédio e sem tratamento o primeiro motivo é por causa que é de difícil acesso determinado remédio. O segundo motivo é o super faturado preço que todos conhecem.
    A maioria das pessoas não precisam se preocupar com isso, pois não sofrem de doenças crônicas e que precisam de tratamento que é caro como o câncer, diabetes. Pessoas com essas enfermidades acabam por lutar na justiça para ganhar algum dinheiro para poder satisfazer a empresa que vende determinado produto super faturado. Até lá, ele está morrendo e o bolso da empresa engordando.

    E não para por aí, as patentes e legalização de produtos que envolvem medicina são absurdamente burocráticas, o que isso significa? Significa que além de ter a ideia que salva vidas você terá que construí-la e submete-la a diversos testes (teoricamente apenas) para poder distribuí-lo. O problema nisso tudo é que você joga no lixo 10, 20 mil apenas no processo de legalização do governo que deveria ser gratuito nesse caso e o tempo não é uma semana, é meses, no melhor dos casos, pois passa por diversos processos que precisam da autorização do anterior que é folgado. Sera que só eu vejo que isso mata pessoas e enche o bolso de empresas? Nunca vejo ninguém reclamando disso, parece normal pra eles, mas não é pra mim!