Conheça nosso Grupo De Estudos!



A Dúvida, o Diabo que criou a Terra e a Escuridão


E se o Deus que conhecêssemos não fosse realmente um Deus e sim um Demônio? Recentemente nos deparamos com um artigo escrito por um pastor evangélico que nos incomodou bastante:

Não se esqueça disso: dúvida = pum do diabo

Aproveitando o "pum do diabo", usarei da dúvida para desconstruir a ideia que Deus sempre foi o responsável pela criação das coisas. Segundo os gnósticos, da Antiguidade tardia, a criação do universo e do mundo estão infinitamente separados de Deus. O Deus gnóstico não é responsável pela criação do mundo: antes, é o "Inefável", o "Abismo", o "Silêncio": é aquele em relação ao qual só é possível aceder por uma elite escassa de iluminados através do conhecimento.

Quem então é responsável pela criação do mundo? Segundo os próprios gnósticos: um deus mau, uma espécie de diabo que os gnósticos identificam como o Deus do Antigo Testamento. Para os gnósticos, o Deus que é adorado pelos cristão é, na verdade, o demiurgo. O próprio diabo que criou o mundo na ânsia de se apoderar da Sofia (Sabedoria).

O Gnosticismo, no entanto, não é novo. Alguns dizem que ele se desenvolveu junto ao próprio Cristianismo durante o Império Romano. No Cristianismo (e em diversas religiões similares), a salvação é obtida através da prática de boas ações ou da negação de todos os causadores do sofrimento (Budismo). No Gnosticismo, a salvação resulta do conhecimento.

Talvez, por isso, que até o Século XV, o gnosticismo era considerado como uma heresia cristã. E, na verdade, até os dias de hoje qualquer coisa: religião, filosofia de vida, matéria do ensino médio, que valorize o conhecimento adquirido de diversas fontes, é considerado perigoso, ou coisa do "diabo".

Parece coisa de Illuminati? Na verdade, tanto a Maçonaria quanto os Illuminati usam os conceitos do gnosticismo em suas crenças.
É por isso que, ao depararmos com uma frase que diz que "dúvida = o pum do diabo", essa frase nos assusta. Por que considera a dúvida, ou seja, o conhecimento e a busca por respostas, como algo maligno, ruim, nefasto.

Saindo um pouco da história que de fato ocorreu e, partindo um pouco para as obras de fantasia, vemos uma coisa interessante. Se você assistiu Supernatural verá que o Deus na história possui uma irmã chamada de Amara. Amara na verdade seria, de certa forma, a "mãe" de Deus, pois antes de tudo existir, não existia nada, só a escuridão (daí vem a frase que ela diz na série):

"Eu era o começo, e eu vou ser o fim. Eu vou ser tudo o que existe." - Amara

Spoilers à parte, nós sabemos que isso é verdade. Independentemente do desfecho da série. Em nossa vida sabemos (teoricamente) que antes do universo não existia nada e, que a cada ano estamos mais próximos das duas teorias mais conhecidas na astronomia: O Big Rip ou o Big Crunch. Basicamente você escolhe qual é a menos pior.

A teoria do Big Rip diz que se a expansão do universo atingir uma velocidade acima do nível crítico, causará o deslocamento de todos os tipos de matéria, e então as galáxias se isolariam, e depois de alguns bilhões de anos os próprios átomos se desintegrariam. Já a teoria do Big Crunch diz que o universo começará no futuro a contrair-se, devido à atração gravitacional, até entrar em colapso sobre si mesmo. Em todos, "Amara" está "correta" (pelo menos, até que apareça alguma teoria melhor). Saímos da escuridão e, voltaremos para a escuridão.